Borboletas de Seara

A coleção varia entre borboletas, besouros, moscas e outros insetos. O museu Entomológico Fritz Plaumann é o maior museu da categoria entomológica de um único colecionador na América Latina. Localizado no interior de Seara, encanta seus visitantes com a vasta coleção de insetos das mais variadas espécies.

QUEM FOI FRITZ

Estão disponíveis no museu diversas imagens do dia a dia de Fritz

Natural da Alemanha, Fritz viveu o caos da guerra no país europeu e veio para o Brasil em 1924 com seus pais, a viagem de navio durou um mês. Fritz era filho único, e na época tinha 22 anos. Nova Teutônia (que significa Nova Alemanha) parecia o destino perfeito para recomeçar. O lugar selvagem se tornou o novo lar da família.
No museu há diversas fotografias que retratam Fritz em seu cotidiano

Em 1925 Fritz Plaumann começou a fazer previsões sobre a meteorologia, com métodos alemães, a temperatura e a umidade de Nova Teutônia foram registradas diariamente por mais de 65 anos em um caderno. Com equipamentos trazidos da Alemanha, se tornou fotógrafo oficial da região, onde com sua câmera, registrava os costumes da época. Fritz também o professor da escola local onde ensinou português e alemão.

A partir de 1930 o entomologista começou a se dedicar em tempo integral à pesquisa e a coleta de insetos na região. Por precisar de materiais importados para dar continuidade aos estudos das espécies, começou a se relacionar com pesquisadores do mundo inteiro. Em troca de espécies enviadas ao exterior, recebia os materiais para preservação dos insetos e livros que foram de extrema importância na descoberta de novas espécies. O pesquisador era autodidata, não frequentou a faculdade, e todo o conhecimento veio através de livros e pesquisas.

Em 1970, o governo Brasileiro proibiu o pesquisador de fazer coletas, alegando que Fritz estava prejudicando a natureza e atuando como comerciante de borboletas. Foram momentos turbulentos na vida do pesquisador. Com o apoio de universidades brasileiras, ele pôde voltar a pesquisar.

 

Museu Fritz Plaumann

No ano de 1988 aconteceu a inauguração do Museu Fritz Plaumann em Nova Teutônia. Foram 70 anos de dedicação à coleta e a pesquisa de insetos. Com 80 mil exemplares,

17 mil espécies, e 1500 novas descobertas, o museu se tornou referência, sendo o maior da América Latina. No final da década de 80, Fritz vendeu o museu com a coleção para a prefeitura de Seara município sede onde fica o distrito de Nova Teutônia. Em 2007 foi assinado o decreto de Lei nº 1451 que determinou que a borboleta fêmea Morpho Anaxibia (Nymphalidae) se tornaria símbolo do município de Seara.

Fritz faleceu em 22 de setembro de 1994 aos 92 anos de idade. A casa onde viveu até a sua morte está localizada próximo ao museu e atualmente é propriedade da prefeitura de Seara. A casa ainda não está aberta para a visitação, mas em breve o público poderá conhecer um pouco mais sobre a história deste cientista que transformou a vida da pequena cidade do oeste, que hoje é conhecida nacionalmente como a terra das borboletas.

{"autoplay":"true","autoplay_speed":3000,"speed":300,"arrows":"true","dots":"true"}

 

Que tal conhecer o museu?
É cobrado o valor simbólico de R$3,00 para ter acesso ao acervo
O Museu Entomológico Fritz Plaumann fica localizado em Seara – Santa Catarina, o acesso é pela rodovia SC-283.
O horário de funcionamento é segunda a quinta-feira das 8h30 às 17h e aos sábados das 9h às 16h.
Para mais informações: 49 3452-1191